A véspera do Natal começou com uma visita ao Castelo de Chambord que juntamente com o Castelo de Chenonceau são os mais bonitos do Vale do Loire e os que não podem deixar de ser visitados.

O Castelo de Chambord é o que mais se destaca dos demais por ser o maior da região. Sua construção ocorreu entre 1519 e 1544 e era utilizado para que o Rei e sua corte pudessem sair para caça. Esta jóia da arquitetura renascentista francesa é considerada como o mais charmoso dos castelos do Loire.

Como tantos outros castelos franceses, o Chambord abriga uma imensidão de obras de arte, várias peças de grande valor podem ser encontradas nas paredes de suas salas e aposentos.

Entre os valiosos tesouros do castelo, destaca-se sua coleção de tapeçarias, considerada uma das mais ricas entre os castelos do vale. Outro destaque é a escadaria central dupla, segundo dizem, foi desenhada por Leonardo da Vinci.

O seu interior é realmente surpreendente, contendo 440 quartos, 365 chaminés impressionantes e 84 escadas. Todos os apartamentos do castelo estão dispostos simetricamente com um sistema de escadas interiores.

A entrada para adultos custa cerca de 10 euros e o horário de visitas é das 9 as 17 horas. Para aproveitar toda a região a dica é se hospedar por 3 dias e traçar a partir daí seu roteiro de castelos. Visite também o centro de Blois e se estiver de carro, inicie seu trajeto pelos castelos mais distantes do local de hospedagem. Cada visita ao interior dos castelos dura em média de 2 a 3 horas.

Em nossa visita a região após os passeios, retornamos tarde ao hotel após comprar nossa ceia de Natal (tudo feito no microondas), abrimos uma champagne e voilá.

Muitas ligações para os parentes pelo skype, depois… Feliz Natal do Vale de Loire!

Veja também o post da Priscila sobre o Vale do Loire no Viajando no Mundo

Tags:

Deixe uma resposta