Todos nós gostamos de fazer compras e muito mais quando viajamos.
Buscamos sempre trazer um pouco das grandes experiências que vivemos nos destinos que viajamos.
A República Tcheca preparou trechos de toda a sua história e criatividade para que você possa levar um, ou muitos, devolta para casa.

Compartilhamos este texto de nossos amigos do Czech.cz, que fala sobre as marcas que temos no destino: Como algumas dezenas de milhares de produtos são fabricados na República Tcheca, a seleção mencionada pode ser apenas a apresentação dos mais conhecidos e mais importantes e, nesse caso, dos mais interessantes.

CRISTAL TCHECO

A indústria de cristal na República Tcheca tem uma longa tradição e o “cristal da Boêmia” tem até hoje um nome famoso. O material de vidro foi desenvolvido no século XIII, principalmente nas regiões montanhosas dos Montes de Jizera e Montes de Lusacia, graças a matérias-primas locais acessíveis. O vidro e a porcelana decorativos também são produzidos em outras regiões, por exemplo, na cidade de Dubí e em Nová Role.

CRISTAL DE CHUMBO

O cristal é mais brilhante, ressoa mais alto e é mais forte que o melhor vidro, porque seus componentes são de maior qualidade. Por exemplo, o cristal boêmio, de acordo com a lei, contém pelo menos 24% de óxido de chumbo. A qualidade do cristal também é afetada pelos métodos de fabricação; não apenas a matéria prima é cuidadosamente escolhida, mas também cada etapa do processo de produção é estritamente controlada. Dentro das decorações típicas tchecas estão, por exemplo. as chamadas decorações de marcas d’água, que ilustram o trabalho da escola de escultura tcheca. Centenas e milhares de labirintos complexos, como se fossem teias de aranha de sulcos finos, adornam produtos de formas diferentes com figuras perfeitas, tudo isso vem das mãos de seus criadores por meio da gravação de discos. Essas decorações destacam totalmente a beleza cintilante do cristal de chumbo. Os produtos com o rico entalhe tcheco são um sinal da habilidade e sensibilidade do trabalho manual que não pode ser substituído por nenhuma máquina. O resultado é um produto perfeito admirado em todos os continentes. A Moser fabrica vidros e vidros decorativos de luxo há mais de 140 anos, em formas clássicas e modernas. A fábrica de cristais foi fundada em meados do século XIX pelo escultor de cristais Ludwig Moser. Seus descendentes continuaram seu trabalho e lhe deram renome mundial.

PORCELANA

A porcelana de marca, na República Tcheca, tem uma longa tradição. Entre as mais conhecidas estão a porcelana modelo de cebola, das marcas Thu,n de Karlovy Vary, e da marca Dubí. A Sociedade Anônima Porcelana Tcheca de Dubí é um dos fabricantes da tão procurada “porcelana para todas as gerações”, a porcelana do tipo cebola. A Dubí mantém a tradição cujas raízes remontam a 1864. A marca, registrada desde o ano de 1993, é complementada com os dados do país de origem desde 1997. Aproximadamente 70% da produção da Porcelana Karlovy Vary S.A. é exportada para mais de 90 países nos cinco continentes. A produção é realizada em nove fábricas, das quais cada uma é especializada em um determinado tipo. O tipo tradicional é a porcelana rosa, fabricada desde 1811, na fábrica original de Chodov. Ao contrário de outros produtos, a cor rosa não é obtida pelo esmalte, mas pelo próprio material de porcelana. Desde o período do Presidente Havel essa porcelana, com uma decoração especia,l é usada em eventos cerimoniais organizados pelo governo.

GRANADA TCHECA

A granada tcheca, pedra preciosa que só tem minas na Boêmia, sempre gozou de uma posição privilegiada entre as outras granadas, devido à sua bela cor avermelhada e refração da luz, e a ela até se atribuía poderes de cura. Desde a época do imperador Rodolfo II, que também estava entre os amantes da granada tcheca (em suas coleções possuía inúmeras cópias únicas) há uma crença de que a granada ajuda emocionalmente nos estados de melancolia e que transmite força vital, audácia e gênio alegre. Ao longo do tempo, cresceu a preferência por granadas e joias tchecas feitas com ela, não apenas no país de origem, mas também fora dos limites da Boêmia. Por exemplo, sabe-se que as damas de corte do czar russo, no Congresso de Viena, após a queda de Napoleão em 1815, foram adornadas com joias de granadas tchecas. Nos anos 90 do século XIX, as joias de granadas tchecas predominaram como objetos pessoais, nas quais a pedra se destacava sobre metal. Esta característica da joia granada tcheca foi mantida até agora. A tradição de fabricar essas joias puramente tchecas e a difusão de sua fama no mundo são preservadas pelo trabalho altamente qualificado de escultores e joalheiros e coleções de joias de granada de variedade contínua, contendo aproximadamente 3.500 modelos, que, mediante solicitação dos clientes são feitas de prata, prata dourada ou ouro de 14 ou 18 quilates. Amostras de joias de granada tchecas podem ser vistas nas vitrines de lojas renomadas na Europa e no mundo.

CERVEJA TCHECA

A cerveja tcheca é uma das mais conhecidas e solicitadas em todo o mundo. Entre as cervejarias mais importantes estão Plzeňský Prazdroj, Pivovary Staropramen, Budvar, Bernard, PMS Přerov, Drinks Union e Starobrno. Além disso, em todo o território da República Tcheca, existem várias dezenas de pequenas cervejarias, muitas vezes familiares, a maioria delas conectadas a um restaurante, onde você pode saborear sua cerveja no mesmo lugar. Você pode fazer excursões com degustação a diversas cervejarias.

PRAZDROJ

A Plzeňský Prazdroj, é uma empresa líder em cervejas na Europa Central e Oriental. Ele organiza as maiores apresentações e é o maior exportador de cerveja tcheca para quase 50 países em todo o mundo. A Plzeňský Prazdroj, com suas marcas Pilsner Urquell, Gambrinus, Radegast e Velkopopovický Kozel, está no mercado tcheco em primeiro lugar, em termos de volume de produção e exportação de cerveja. A Plzeňský Prazdroj, a.s., é membro do grupo internacional SABMiller plc, que é a segunda maior empresa de cerveja do mundo.

BUDVAR

O antecessor direto de Budějovický Budvar (Budvar de Budějovice) foi a cervejaria tcheca fundada em 1895 pelos tchecos com permissão para fabricar cerveja, diretamente ligada à tradição histórica da fermentação de cerveja em České Budějovice e que remonta ao século XIII, quando a cerveja começou a ser produzida. Competindo com a Cervejaria Alemã e duas cervejarias Schwarzenbergský de Trebon e Protivin, a empresa Cervejaria Tcheca prevaleceu, principalmente, graças à sua alta qualidade e ao sabor excepcional de sua cerveja, que já havia sido premiada no ano de 1896, na Exposição industrial de Praga. Já em 1913, a cerveja envelhecida da empresa Czech Brewery era conhecida no exterior. Precisamente, graças à exportação desenvolvida, sua renovação após a Primeira Guerra Mundial aconteceu muito rapidamente. No período entre guerras, a cervejaria passou por extensa modernização e eletrificação. No ano de 1922, foi perfurado o primeiro poço artesiano. Dessa forma, a cervejaria obteve uma fonte de alta qualidade de água, o que compõe as excelentes propriedades de sabor da cerveja Budějovice envelhecida até o presente. Durante a Segunda Guerra Mundial, a cervejaria foi colocada sob o governo nazista e, no final, foi nacionalizada. Em 1967, parte da propriedade das Cervejarias de Budějovice, Companhia Nacional, foi separada e uma entidade legal independente foi fundada, a Budějovický Budvar, n. p. (Budvar de Budějovice, Companhia Nacional), orientada para a exportação, graças à sua tradição, marcas valiosas e à qualidade da cerveja de exportação. Em particular, após 1989, há um desenvolvimento maior no mercado local e no exterior, quando a atual administração quase triplicou as exposições da cervejaria. A variedade de cervejas é ampla, incluindo: Budweiser Budvar premium envelhecida, cerveja clara Budějovický Budvar, Bud Super Strong, cerveja sem álcool Budweiser Budvar Free e cerveja Budweiser Budvar escura.

Descubra todos os produtos e o texto completo em:

http://www.czech.cz/es/Conocer-Chequia/Informacion-sobre-la-Rep-Checa/Datos-economicos/Productos-y-marcas-tradicionales-checos

Tags: